in

Dossiê da Coloração -Parte 2

Ontem falei das colorações metálicas e das vegetais, e hoje vou falar das colorações sintéticas, que podem ser:

  • Temporárias ou tonalizantes
  • Semi permanentes
  • Permanentes ou por oxidação

A coloração temporária ou tonalizante é isenta de amônia e água oxigenada (oxidante). Elas agem através de corantes pigmentados que são depositados nos fios, maquiando-os.

O resultado obtido é sempre suave a atua ressaltando os reflexos de uma cor ou neutralizando reflexos indesejados. Possuem durabilidade curta e saem em poucas lavagens.

Elas disfarçam bem os cabelos brancos e, dependendo da cor,   neutralizam reflexos amarelados/alaranjados, o que é uma benção para as loiras.

As colorações semi-permanentes possuem oxidante, mas em uma quantidade menor que nas colorações permanentes. Elas possuem um poder alcalinizante menor e seus pigmentos de cor não penetram em profundidade no interior dos fios, saindo com mais facilidade.

São indicadas sobretudo para cabelos que passaram por alisamento ou relaxamento.

Não clareiam os fios, mas colorem suavemente sem mudar o tom e promovem um efeito de brilho e vivacidade na cor que dura mais que os tonalizantes, além de serem mais intensos.

A coloração permanente ou por oxidação  abre a cutícula capilar e age no interior do fio pela ação dos colorantes, amônia e oxidantes. Aqui há a substituição da cor antiga por uma nova, ao contrário das colorações anteriores.

Cobre bem os fios, garante uniformidade na cor e durabilidade maior. Em compensação, pode estragar o cabelo se não forem tomados os cuidados necessários.

Beijos

Ju

[email protected]

Facebookhttps://www.facebook.com/JuLopesPE

3 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dossiê da Coloração

Decapagem X Descoloração