Cauterização Capilar!

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou lhes ensinar como fazer a cauterização capilar, e para o que ela serve!

Bem, se vocês viram o post de ontem, sabem que ela é super indicada para cabelos que estejam num estado danificado. É uma das melhores opções.

Basicamente dizendo, a cauterização é um tipo de reconstrução capilar, neste caso, sendo mais forte. Ela repara as fissuras das cutículas capilares ao inserir e “colar” moléculas proteicas nessas fissuras, que são onde estão os danos.

Cauterização Capilar

Cauterização Capilar

O uso da cauterização recupera a maleabilidade, brilho e vitalidade dos fios, e principalmente a elasticidade, que é perdida quando os fios de cabelo ficam muito danificados. Agindo nas cutículas e no córtex, ou seja, fora e dentro dos cabelos, selando a camada externa dos fios mantendo o tratamento lá dentro do fio, acabando com a aspereza e fios quebradiços, além de evitar e muito o surgimento de pontas duplas, triplas…

O principal componente da cauterização, o “herói” dos cabelos danificados, é a queratina. Tão conhecida por muitos (pra não dizer todos, ou quase todos, que cuidam dos cabelos) mas não utilizada corretamente por todos. Ela como eu já falei aqui no site, é o principal componente dos fios, e quando eles são danificados, eles vão pendendo moléculas de queratina, ficando cada vez mais porosos, secos, ásperos e sem brilho, também podendo quebrar as pontas ou até o comprimento deles.

E por ser tão essencial para a saúde dos fios, ela é o principal ativo das cauterizações. Eu sou (e muito) adepto a técnica. Faço sempre de quinze em quinze dias.

Ela é formada por uma grande cadeia de aminoácidos (exemplos: lisina, cisteína, alanina, arginina, serina, valina, prolina, isoleucina, histidina… entre outras), e estes, entram pelos danos dos fios reforçando-os, deixando-os nossos cabelos cada vez mais fortes e bonitos.

O procedimento é considerado simples, por quem já conhece bem a técnica ou já a utiliza com certa periodicidade. Pode ser feito tanto no salão como em casa, desde que se utilize bons produtos para que se obtenha um real bom resultado. Produtos profissionais ou semi-profissionais, sempre irão dar um resultado mais positivo, mais duradouro e mais imediato do que produtos encontrados em mercados ou perfumarias de bairro, não menosprezando, mas é a verdade.

O processo não é difícil pessoal. Os cabelos geralmente são lavados duas vezes com um shampoo anti resíduos (a primeira lavagem limpa e a segunda lavagem higieniza), que abre bem as cutículas dos cabelos para que o tratamento seja bem absorvido. Aí depende do profissional, alguns preferem aplicar primeiro um creme reconstrutor e a quem prefira aplicar primeiro a queratina liquida (eu uso esta ultima forma). Aplicando a queratina liquida primeiro, é deixada agir nos fios por cerca de 15 minutos e depois por cima é aplicada uma máscara reconstrutora bem potente, deixando-a agir por seu tempo indicado. No caso do creme primeiro, ele é enxaguado após seu tempo de ação e a queratina e aplicada em seguida.

Em fios bem danificados mesmo, que utilizaram a queratina antes da máscara, geralmente é possível aplicar novamente a queratina nos fios, que junto com uma proteção térmica, a aplicação é procedida para a secagem e escovação dos cabelos e em seguida serem pranchadas com a chapinha, garantindo a penetração e selagem das moléculas queratínicas nos fios. A chapinha é um item essencial para uma boa cauterização. Se você fizer só o tratamento, vai dar uma reconstruída nos fios sim, se você escová-los, via garantir mais força aos fios, e se escová-los e pranchá-los, vai garantir um tratamento total para os fios.

Em seguida, os fios são finalizados com algum óleo finalizador, silicone, sérum, spray de brilho, ou o item deste gênero da preferência do profissional ou do usuário.

É geralmente feita assim, para fios menos danificados é diminuída para uma potência mais suave, para fios mais danificados e mais fracos é aumentada para um potencial de reconstrução mais forte. Pois nem todos os níveis de danos são iguais.

É importante ressaltar também, que ao término da cauterização, os fios tendem a ficar bem mais macios, brilhantes, sedosos, fortes, vivos e com aspecto mais jovem e mais liso e alinhado. Isso se deve ao fato do procedimento total, e da injeção de massa capilar exercida pelas moléculas proteicas. Portanto, cauterização não alisa os cabelos, ela trata muito, deixando os fios mais reflexivos e alinhados, podendo dar um belo efeito lissage, mas que não altera sua estrutura base.

 

Abraços.

Cauterização Capilar!
Vote no artigo

2 Comments

  1. Paula Campos

    3 de junho de 2013 at 15:23

    gostaria q vc indicasse que produtos comprar para fazer a cauterização num em casa. obrigada

  2. jennifer borges

    22 de maio de 2013 at 17:20

    Depois que passar a mascara e a queratina, nao é preciso enxaguar para poder escovar e pranchar?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *