Para ser Loira é Preciso… Parte 1

Flores, depois de apresentar-me (ou REapresentar-me, rs), nada melhor do que começarmos o papo-loiro pelo…
Começo!

“Ka, como faço para ficar loira?”
A frase acima encabeça com louvor o Top-Top de Perguntas Frequentes.
Todavia, antes de trabalharmos o COMO, o ideal seria começarmos pelo O QUE É PRECISO.
Os tópicos abaixo parecem óbvios, porém dificilmente pensamos sobre eles quando o “bichinho da loirisse” nos morde.

Para ser Loira é Preciso…

Cabelos Loiro Champangne - Para ser Loira é Preciso... Parte 1

…Conhecer o seu Cabelo.

O resultado de sua Saga Rumo ao Loiro Perfeito está diretamente ligado ao estado inicial e/ou natural de suas madeixas.
Antes de iniciar, pergunte-se:

Qual é a estrutura do seu cabelo?

Fios mais grossos são mais resistentes, mas não são descoloridos com facilidade.
Fios mais finos são mais fáceis de descolorir, porém são menos resistentes às intervenções químicas.
Cabelos cacheados são naturalmente porosos, logo, são mais suscetíveis aos possíveis danos acarretados pelos processos químicos.

Qual é o estado dos seus fios?

Embora seja importantíssima, esta é questão a menos lembrada.
Descolorações e até mesmo o uso de tintas super clareadoras são processos químicos severos!
Para que suas madeixas sobrevivam ao clareamento, é essencial que elas estejam previamente saudáveis.
Cabelos ressecados, quebradiços, elásticos, mastigados e cuspidos NÃO suportarão o clareamento.

Amiga, seu cabelo está mais elástico do que alça de sutiã velho?
Jogue-se nos tratamentos antes de pensar em ficar loira!
Vai por mim, pense na sabedoria popular:
“É mais fácil prevenir do que remediar.”
“Não adianta chorar pelo leite derramado.”
“Mais vale um pássaro na mão do que ficar careca.”
E por aí vai…

Você já possui algum tipo de química no cabelo?

Alisamentos, progressivas, escovas de baunilha com chocolate e até tonalizantes SÃO químicas!
Verifique se a química utilizada é compatível com a descoloração a fim de evitar o (temido) Corte Químico.
Mesmo sendo teoricamente compatível, somente clareie o cabelo com o aval do teste de mecha.
Além das químicas de transformação, colorações também incidem sobre o clareamento. Quer sejam colorações permanentes, quer sejam temporárias.
Cabelos previamente coloridos são mais difíceis de clarear, pois os pigmentos artificiais são mais difíceis de serem removidos do que os pigmentos naturais.

“Ka, pintei o cabelo de preto azulado e agora quero ficar loira. Posso?”
Claro que pode!
Todo cabelo pode ser clareado DESDE QUE repeite as condições expostas nesta série “Para ser Loira é Preciso…”.
Entretanto, tanto o grau de dificuldade quanto o grau de clareamento irão variar conforme o estado prévio do SEU cabelo.

Cronograma Capilar como fazer cabelo loiro1 - Para ser Loira é Preciso... Parte 1

Tenha em mente, Clareamento seguro é Clareamento PROGRESSIVO.
Se seu cabelo está preto azulado, não queira acordar que nem a Marilyn Monroe no dia seguinte. Vá removendo os pigmentos aos poucos.

Respeitar os Limites do cabelo é o segredo para um Loiro Perfeito!

Você conhece o seu cabelo?

Segue em:
Para ser Loira é Preciso… Parte 2
Para ser Loira é Preciso… Parte 3

Beijos no coração
Karina Viega

 

16 Comments

  1. Amanda Kreves

    at

    Eu acredito que antes de qualquer coloração nos cabelos é necessário um diagnóstico com seu profissional para verificar a situação do seu cabelo. Eu sempre antes de qualquer química (sim pois a coloração é uma química principalmente para os cabelos loiros) eu faço uma reconstrução para fortalecer o cabelo antes de receber a química. Faço com a linha Midollo di Bamboo da Alfaparf, pois é uma reconstrução e cauterização de três dimensões. Repara os danos mais profundos, regenerando a matéria interna do cabelo.

    • Karina

      at

      Certíssima!!! O diagnóstico é essencial!!!
      Assim como uma bela reconstrução para manter a saúde das madeixas…
      Também gosto da linha Midollo ^.~

  2. Aline Azevedo

    at

    Oi Ka, linda, obrigada pelas dicas!
    Pois e, nem pensei sobre isso, de seu belo estar curtinho… Entao, no meu caso, como tonalizante desbota logo vai ficar uma raiz gigante ate crescer um pouco e meu cabelo natural e 6.3.. Posso ir tonalizando com color touch (pq ate ja comprei e nem sei se esse q vc me indicou vende la rs) ou vai prejudicar mais os fio? Pq tem ox de 13, ne. Tbm acho q nao precisara pre pigmentar.
    Bjkssss

  3. Aline Azevedo

    at

    Amore!
    Deixa eu te perguntar uma coisa… Quando vc resolveu voltar ao castanho usou tonalizante, certo? Seu cabelo já cresceu bem? Vc continua tingindo as partes descoloridas? Porque ele cresce, mas as pontas ficam descoloridas…
    Sabe porque te pergunto isso? Estou querendo voltar ao castanho por um tempo pra cuidar desse super ressecado. Ate comprei um tonalizante da color touch, o 671. Será q vai dar certo pra corrigir esse dourado?
    Bjssssssssss

    • Karina

      at

      Olá, minha linda!
      Aline, quando resolvi “pausar o loiro para tratamento” meu cabelo já estava BEM curto…
      (olha esta fotinha do Gravatar, minha nuca estava praticamente raspada)
      Então, utilizei o tonalizante da In Shine da Matrix na cor 7.77 e, por incrível que pareça, o cabelo quase não desbotou! rs
      Acabei de falar sobre o In Shine aqui: https://www.cabelosloiros.com.br/tinturas/banho-de-brilho-para-cabelos-com-mechas-luzes-e-reflexos

      Agora já cresceu bastante (devo estar com uns 15-20 cm de cabelo, rs. Bom, é muito para quem esva “careca”, rsrs) e as pontinhas ficam à lá californianas ^.~
      Flor, o 6.71 tem tudo para corrigir o laranja. Caso ainda perdure, tente o 6.1.

      Outra dica para não desbotar com facilidade é pré-pigmentar os fios com um tonalizante 6.0 ou 6.1.
      Eu fiz a pré pigmentação com 7.13 (o cabelo ficou quase preto-azulado! rsrs). Mas meu cabelo estava BEM branco. Talvez vc nem precise pré-pigmentar…
      Beijos no coração.

  4. nana maria

    at

    Adorei! Tô rindo até agora! É verdade! Quando o bicho da loirisse morde nada segura!
    Quero a parte 2!!!
    Beijos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.