Cabelo Loiro esverdeado no verão – Como evitar

Como evitar o cabelo loiro esverdeado no verão

iStock 000064948267 Small - Cabelo Loiro esverdeado no verão - Como evitar

Cabelo Loiro esverdeado no verão – Como evitar

A temporada de verão está aí para trazer alegrias e não decepções, sobretudo se você é do time das loiras! Quem já passou pelo procedimento de descolorir as madeixas sabe que, além das constantes hidratações, outros fatores têm que ser observados, como cabelo loiro esverdeado, para manter a tonalidade dos fios.

Um dos casos mais recorrentes das altas temperaturas é a mudança de cor da pigmentação devido a uma alteração química. Mas você deve conhecer isso pelo nome de cabelo loiro esverdeado de piscina. Já percebeu que, conforme você vai aproveitando os dias mais quentes, com os recorrentes banhos de piscina, o tom do amarelo vai puxando para verde?

A gente sabe que os cabelos coloridos estão na moda, mas, caso você não queira desfilar por aí a coloração que não escolheu para seu cabelo, vamos te explicar o porquê que isso ocorre e, claro, como evitar e até mesmo reverter esse efeito indesejado.

Por que meu cabelo fica verde?

Ao contrário do que muita gente difundi por aí, o agente culpado pela alteração da cor dos cabelos descoloridos não é o cloro, mas o sulfato de cobre que também está presente nos produtos utilizados para manutenção e limpeza de piscinas.

Ele é o produto que dá a coloração azul aos produtos de tratamento da água e, quase sempre, estão juntos do cloro. E, se você recorrer às aulas mais antigas de artes da escola, já deve ter percebido o motivo. O agente azul, em contato com os fios sem pigmentação – que estão da cor amarelada, reagem e formam a cor verde!

Lembre-se que, quanto mais claro for o loiro, ou quanto mai danificado estiver o fio, mas fácil será para o agente entrar na fibra e causar a reação. É simples, quanto mais poroso e desidratado o fio, mais fácil o sulfato de cobre consegue penetrar através da queratina.

Como evitar?

O primeiro de tudo é respeitar o tempo do seu cabelo. Por exemplo, se você acabou de descolorir os fios, deixe eles quietos por pelo menos 15 dias antes de submetê-los a outro procedimento químico – porque, sim, entrar na piscina é submeter os cabelo a um procedimento químico.

Não que seja terminantemente proibido, mas as chances dele reagir estão muito maiores nos primeiro 15 dias, quando os fios estarão ainda muito sensíveis pela descoloração.

Descubra produtos específicos

Mesmo deixando passar os 15 dias ou – principalmente – antes deles, valemuito a pena investir em produtos específicos para verão. Explicamos:protetores solares específicos para cabelo são formados por óleos e filtros que selam os fios (hidrofóbicos), evitando tanto os danos de ressecamento pela ação do Sol, como de alterações na fibra capilar pela química de piscina, pois impedem a troca de água com o ambiente.

Capriche na hidratação no verão

A mesma questão do cabelo loiro esverdeado não acontece quando você está com sua hidratação em dia. Com a quantidade de água recuperada na fibra capilar, as chances de ele fazer trocas com o ambiente são menores. Afinal, um cabelo ressecado e, por sua vez, mais poroso, será mais facilmente penetrado pelo sulfato de cloro.

Vale a dica de apostar em máscaras de reconstrução (que agem mais profundamente que as de hidratação ou nutrição), óleos naturais – que são bons isolantes – e, em casos mais drásticos: cauterizações.

Passe água filtrada no cabelo antes de mergulhar

Como o problema do cabelo loiro esverdeado é a absorção da água com sulfato pelo fio, entrar na piscina com os cabelos já molhados ameniza a troca, uma vez que a primeira absorção já terá sido feita, com a água limpa.

Para garantir, passe água corrente também quando sair, para evitar que água com cloro fique secando no seu cabelo.

Ele já está verde, e agora?

Caso nossas dicas tenham chegado atrasadas e a reação já tenha acontecido nos seus cabelos loiros, te contamos algumas formas de tirá-la daí:

As dicas a seguir são caseiras e podem funcionar em maior ou menor grau, dependendo do caso. O bom é que são produtos fáceis de encontrar e que, provavelmente, você já tenha em casa.

Leite integral:

Sim, aquela dica da avó ainda é válida. O ideal é molhar os cabelos com o leite – e atenção, tem que se integral – e esperar por, pelo menos, 20 minutos antes de enxaguar e lavar normalmente.

Aspirina:

Os comprimidos de aspirina agem na cabeça não só para dores, como para desastres coloridos também. Dilua 5 comprimidos em um copo de água morna, espalhe no cabelo loiro esverdeado e espere 15 minutos antes de retirar e lavar normalmente.

Shampoo antirresíduos:

O produto tem exatamente o propósito de abrir as cutículas capilares e retirar quaisquer impurezas que estejam ali por dentro. Com o efeito mais demorado, ele vai eliminando o sulfato do cabelo loiro esverdeado a cada aplicação. Mas lembre-se, é preciso hidratar bem os fios depois de utilizar repetidamente o antirresíduo, pois ele tende a ressecar o cabelo.

Evite a qualquer custo:

  • Bicarbonato – ele só ressecará ainda mais e vai agredir a fibra capilar.
  • Vinagre – selará demais o cabelo causando ressecamento.
  • Colorir por cima do verde: por mais que possa parecer uma boa solução, a coloração aplicada em cima do sulfato não o eliminará e deixará o cabelo ainda mais sensível.
Vote no artigo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido por direitos autoriais.